TODOS OS POEMAS AQUI POSTADOS TÊM DIREITOS DE AUTOR. É EXPRESSAMENTE PROIBIDO COPIAR OU COLAR QUALQUER TEXTO AQUI EXPOSTO SEM A AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO AUTOR.

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

SAUDADES DE TI...

 

Tenho saudades de ti...

da falta do teu calor 

da ausência que há em mim

do cheiro a flor de jasmim 

que emana do teu ardor... 


Tenho saudades de ti... 

dos beijos que não te dei

do teu corpo que não senti

porque de mim, me perdi

e a ti...não te encontrei.


Mário Margaride

15-09-2021


34 comentários:

  1. Waounh mas que bonito pous é amigo sausades temos hoje em dia de tudo eu do meu querido Portugal e dos amigos que la tenho mas bom é a vida bjs saude

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Isa!
      É verdade minha amiga. Imagino que quem esteja a viver fora do seu país, sinta saudades. Espero que possas matar essas saudades...

      Muito Obrigado, pela visita e simpático comentário.
      Continuação de ótima semana.
      Beijinhos!

      Eliminar
  2. O meu elogio. Poema deslumbrante. Fascinante de ler.
    .
    Um dia feliz … cumprimentos.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amigo Ricardo, pelas simpáticas palavras que aqui deixou.
      Continuação de ótima semana.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  3. Olá, amigo Mário, o poeta tem uma janela aberta feita de inspiração, para cantar a saudade, palavra tão nossa, da nossa língua portuguesa.
    Gostei muito de ler esse seu belo poema, meu caro poeta.
    Uma boa continuação da semana, com os cuidados com a saúde.
    Grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, amigo Pedro.
      Muito Obrigado, pelas suas palavras sempre inspiradoras.
      É sempre um grande prazer, recebe-lo aqui no meu cantinho.
      Feliz continuação de semana, com muita saúde.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  4. Que lindo, amigo Mário!
    Gosto imenso de seus poemas, sempre escolhendo as palavras certas e que por isso se diferenciam muito quando você aborda certos temas como o amor, a saudade, a paixão. Não é fácil fugir do 'comum'.
    Aplausos!
    Feliz continuação de semana, amigo!
    beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, amiga Tais!
      Muito Obrigado, pelas simpáticas e motivadoras palavras que aqui deixou.
      É sempre um grande prazer, recebe-la aqui no meu cantinho.
      Continuação de ótima semana.
      Beijinhos!

      Eliminar
  5. Um poema de amor muito belo e tocante. Profunda saudade do que não se concretizou...

    Formalmente, é muito interessante: em cuidada redondilha, com todos os versos em rima aguda e em cada quintilha, dois versos de rima emparelhada que lhes confere uma graça especial.
    Percebe-se que o amigo escreve poesia há muito tempo e que sabe o que faz.
    Dias bons e inspirados. Beijinho.
    ~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, amiga Majo.
      Assim é minha amiga. Podemos ter saudades de algo que nunca aconteceu, mas que gostaríamos que tivesse acontecido.
      Quiçá, essas saudades não sejam ser mais marcantes em nós...

      Muito Obrigado, pelas simpáticas palavras e muito estimulantes que aqui deixou.
      É sempre um grande prazer, recebe-la aqui no meu cantinho.
      Beijinhos, de carinho e amizade.

      Eliminar
  6. Es terrible, cuando ya no esta una persona y lo extrañas. Bello poema, te mando un beso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, amiga!
      É verdade. A saudade é mais dolorosa...
      Muito Obrigado, pelas palavras simpáticas que aqui deixaste.
      Beijinhos!

      Eliminar
  7. Olá poeta!!!
    Que belo poema! Falar de saudade é sempre algo curioso. Ela nos leva por vários caminhos!

    Encantada com sua poesia!
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Vanessa!
      Assim é minha amiga. A saudade tem de facto vários caminhos...
      Muito Obrigado, pelas simpáticas e gentis que aqui deixaste.

      Beijinhos, e continuação de ótima semana!

      Eliminar
  8. Uma saudade imensa que acorrenta o coração.
    Belíssimo poema.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim é amiga Maria.
      Muito Obrigado, pelas gentis palavras que aqui deixou.
      É sempre um grande prazer, a sua presença aqui no meu cantinho.
      Beijinhos, e continuação de ótima semana!

      Eliminar
  9. Así sucede a veces mi amigo, por eso hay
    que aprovechar cuando esta darle todo tu
    amor,que le lluevan besos a mansalva, jaa
    siiiiiiiiiii.

    Besitos dulces

    Siby

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Siby!
      Pois é minha amiga, é isso mesmo que acontece.
      Depois, fica a saudade...
      Conti

      Muito Obrigado, pelas simpáticas palavras que aqui deixaste.

      Continuação de ótima semana!

      Beijinhos doces...

      Eliminar
  10. Tinha o seu link antigo que deixou de funcionar... mas finalmente encontrei o seu novo blog, que passei a seguir, para me poder deliciar com a sua excelente poesia.
    Li alguns poemas e vejo que continua a escrever poemas sublimes, tal como este.
    Continuação de boa semana, caro Mário.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, caro Jaime.
      É verdade. O blogue desse link deixou há muito de funcionar.
      Seja bem vindo a este novo blogue!
      Espero que aprecie os meus poemas. Será sempre um prazer receber a sua visita e comentário.
      Muito Obrigado pela visita, e gentil comentário que aqui deixou.
      Igualmente para si, continuação de boa semana.
      Abraço!

      Eliminar
  11. Ah que lindo!!Esse tipo de saudade de algo que se desejou e não vivenciou é forte!!!
    Poema pequeno ,mas imenso no sentido.
    Beijinho poeta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Lucia!
      Assim é minha amiga. Às vezes, temos saudades de algo não vivido, mas que gostaríamos que tivesse acontecido.

      Muito Obrigado, amiga poetisa, pelas simpáticas palavras que aqui deixaste.

      Beijinhos carinhosos.

      Eliminar
  12. Sublime, seu poema, Mário!!!
    Ahhh... essas saudades do quem gostaria tanto viver algo e não pode... parabéns pela sensibilidade, Poeta!
    Um abraço
    Valéria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, amiga Valéria!
      Assim é minha amiga.
      Muito Obrigado, pelas simpáticas palavras que aqui deixaste.
      Votos de um bom fim de semana!
      Beijinhos.

      Eliminar
  13. Enquanto há vida há esperança. Tocante poema de amor.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim é amigo Juvenal.
      Nunca perder a esperança.
      Muito Obrigado, pelas gentis palavras que aqui deixou.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  14. Olá, amigo Mário, passando para desejar a você, caro poeta, um excelente final de semana e para reler esse excelente poema.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, amigo Pedro.
      Muito Obrigado, pelas palavras que aqui deixou.
      Votos de um excelente fim de semana, igualmente para si.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  15. A saudade do que não se teve é mais dolorosa ainda do que aquela que se tem daquilo que se perdeu...

    Beijinho e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade amiga São. É muito mais dolorosa...

      Muito Obrigado, pelas simpáticas palavras que aqui deixaste.

      Beijinhos e bom fim de semana, igualmente para ti.

      Eliminar
  16. Boa noite de sábado, amigo Mário!
    Um poema sentido de profunda beleza.
    Saudade do que não se viveu... É dolorida, ainda que poetada.
    Tenha um final de dia abençoado!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, amiga Roselia!
      Muito Obrigado pela visita, e gentil comentário.
      É sempre um grande prazer, recebe-la aqui no meu cantinho.

      Votos de um excelente fim de semana!
      Beijinhos!

      Eliminar