TODOS OS POEMAS AQUI POSTADOS TÊM DIREITOS DE AUTOR. É EXPRESSAMENTE PROIBIDO COPIAR OU COLAR QUALQUER TEXTO AQUI EXPOSTO SEM A AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO AUTOR.

sexta-feira, 30 de setembro de 2022

NÃO DIGAM

 

Não digam que não gostam deste fruto 

quando o fruto nem ainda foi provado

tenhamos pois então a sapiência

para o fruto poder ser avaliado. 


Não sejamos injustos nem infames

quando o ódio permanece e bem latente

sejamos então justos e honestos

para a verdade seguir sempre, á nossa frente. 


Não digam não sei nem me interessa

porque os ouvidos estão sempre bem atentos

pois o mundo gira sempre á nossa volta

num rodopio que se ouve aos quatro ventos. 


Neste pulsar impiedoso em que vivemos

somos presas fáceis de apanhar

tenhamos pois então subtileza

para escolhermos nós, o nosso andar. 


Mário Margaride

29-09-2022 

                                          Feliz fim de semana! 
                                              Beijos e abraços! 






segunda-feira, 26 de setembro de 2022

NÃO QUERO ESCREVER PALAVRAS

 

Não quero escrever palavras

que nada têm para dizer

que não passam de rabiscos 

difíceis de entender. 


Não quero escrever palavras

ocas e sem noção

que nada dizem e escondem 

o que grita o coração.


Não quero escrever palavras

sem sentido ou razão

quero sim, gritar ao mundo 

a minha inquietação.


Não quero escrever palavras 

onde o silêncio se esconde 

atrás das sombras do medo 

na penumbra da desgraça 

dentro do seu próprio degredo. 


Não quero escrever palavras 

ocas, vazias, sem chama 

mas palavras onde o grito 

no seu silêncio aflito...

a voz se ouve na alma! 


Mário Margaride 

26-09-2022 




sexta-feira, 23 de setembro de 2022

COM SUBTIL INDIFERENÇA

 

Não exijo nada da vida

exijo antes de mim

não ter medo de caminhar 

de sentir e de lutar 

nesta estrada até ao fim.


Hoje sinto essa saudade

de não ser o que era outrora

o tempo passa por nós

sem piedade e veloz 

a correr a cem hora.


É o relógio a contar

sem ter que pedir licença

e nós vamos avançando 

chorando, sorrindo e sonhando 

com subtil indiferença. 


É o tempo a passar

é o carrossel da vida

dando voltas e mais voltas... 

sem retornar à partida.


Mário Margaride

22-09-2022 

                                          Feliz fim de semana!

                                             Beijos e abraços! 

segunda-feira, 19 de setembro de 2022

NO SILÊNCIO DA MINHA SOLIDÃO

 

Nas profundezas do meu pensamento 

vão emergindo memórias 

daqueles tempos maravilhosos 

que marcaram para sempre a minha vida 

e lembro-me de ti...


Não sei se será melancolia 

saudade, ou simplesmente...

tatuagens infinitas 

de belos e inesquecíveis momentos

que ficaram para sempre gravados 

na minha memória 

nos meus pensamentos 

no mais profundo do meu ser 

e que me acompanharão 

para toda a eternidade.


No silêncio da minha solidão...

lembro-me de ti.


Mário Margaride

18-09-2022 


sexta-feira, 16 de setembro de 2022

SÃO ESTES RIOS

 

São estes rios 

que correm dentro de mim 

onde mergulho os meus lamentos

as minhas mágoas 

os meus desencantos 

os meus desalentos 

e nessa corrente os mergulho 

para assim 

desaguarem tranquilamente... 

na imensidão do mar. 


Aí se afogarem para sempre 

para assim navegar 

serenamente

em águas límpidas 

e transparentes 

e seguir o meu caminho

dentro das margens... 

da minha tranquilidade.


Mário Margaride

15-092022 

                                          Feliz fim de semana!

                                             Beijos e abraços! 

segunda-feira, 12 de setembro de 2022

SÃO OS SILÊNCIOS QUE FALAM

 

São os silêncios que falam

com a voz da solidão

por entre as vielas sombrias

onde o silêncio mais grita

dentro da alma aflita

no altar da inquietação.


São os silêncios que falam

dando voz à frustração

por entre as veredas frias

vagueiam almas perdidas 

com a dor no coração. 


São os silêncios que falam 

envoltos na escuridão

dando voz aos que em silêncio

gritam a dor...da solidão. 


Mário Margaride

12-09-2022 


sexta-feira, 9 de setembro de 2022

FOSTE...

 

Recolhido nas minhas memórias 

recordo os tempos maravilhosos que passamos 

em que foste o meu sol... 

quando as nuvens escureciam meu caminho 

e nas trevas me perdi... 


Foste a minha inspiração

o meu aconchego

a alegria, o segredo 

do quanto feliz vivi...


Hoje recordo com saudade 

os belos tempos que passamos 

o quanto feliz me sentia 

e o quanto nos amamos... 


Memórias que não se apagam

tempos de amor e paixão 

que guardarei para sempre... 

dentro do meu coração.


Mário Margaride

09-09-2022 

                                             Feliz fim de semana!

                                                Beijos e abraços! 

segunda-feira, 5 de setembro de 2022

SOMOS ASSIM

 

Somos aves onde o voo

nunca tem destino certo 

voamos sem direção 

em busca de uma quimera 

ou quiçá de uma ilusão 

no céu quente do deserto. 


Somos também arrogantes

quando afirmamos saber

aquilo que não sabemos

mas depois na caminhada

descobrimos que afinal

o que julgávamos saber 

são só pedaços de nada. 


Somos assim sem rodeios 

com altivez e arrogância 

em busca de mais e mais  

com sede e vontade tais... 

querendo poder, e importância! 


Mário Margaride 

05-09-2022




sexta-feira, 2 de setembro de 2022

ESCASSO É O TEMPO

 

As "batalhas" de hoje são diferentes

daquelas que travamos noutras eras

por nós já passaram tempestades

invernos, outonos, primaveras. 


São altos os muros que trepamos

se quisermos passar para o outro lado

há arame farpado armadilhado 

para travar o caminho que traçamos. 


No horizonte que a nossa vista alcança 

onde o tempo escasseia sem parar

as estradas se tornam mais longínquas 

para que nós as possamos alcançar. 


O tempo se esfuma como o vento

e nós o sentimos sem pudor 

mas temos que o agarrar com toda a força 

com coragem, resistência...e fervor!


Mário Margaride

02-09-2022 

                                           Feliz fim de semana!

                                              Beijos e abraços!