TODOS OS POEMAS AQUI POSTADOS TÊM DIREITOS DE AUTOR. É EXPRESSAMENTE PROIBIDO COPIAR OU COLAR QUALQUER TEXTO AQUI EXPOSTO SEM A AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO AUTOR.

segunda-feira, 31 de outubro de 2022

JANELA ESCONDIDA

 

Janela escondida

ao fundo da casa

onde a luz não entra

e o cheiro a bolor

e a melancolia

invadem esse espaço

escuro como breu

onde não há alegria

cor, nem magia

lá o Amor feneceu.


Janela escondida

ao fundo da casa

com taipais em vez de vidros

tudo é escuro e vazio

onde a luz não aparece

nem sequer o Sol aquece

este lugar tão sombrio.


Por de trás dessa janela

mora o silêncio…

e o frio.


 Mário Margaride


sexta-feira, 28 de outubro de 2022

EM CONSTANTE VORAGEM

 

São frios os dias 

em que o sol não aquece 

o corpo se arrepia 

a alma vagueia

e a tristeza acontece... 


São estes momentos

quando estamos assim

que os ventos fustigam

e arrastam com eles

a alegria sem fim... 


São dias assim

que vamos passando

umas vezes sorrindo

outras vezes chorando. 


E assim estes ventos

vão passando por nós

levando nas asas 

o grito contido

que há na nossa voz. 


E nesta inconstância

nesta contradição

vamos seguindo viagem

em constante voragem... 

com enorme emoção. 


Mário Margaride 

27-10-2022 

                                            Feliz fim de semana! 
                                               Beijos e abraços! 


segunda-feira, 24 de outubro de 2022

EM BUSCA DO IMPOSSÍVEL

 

Na procura constante do impossível 

percorremos todos os caminhos

todas as estradas

subimos as montanhas mais altas do mundo

navegamos por mares desconhecidos 

na busca incessante dos sonhos 

das utopias 

que povoam o nosso pensamento 

em busca da felicidade.


Mera utopia. 

A felicidade

tal como a imaginamos e desejamos 

plena, constante, para sempre

não existe. 

Apenas existe na nossa imaginação. 


Existem sim 

momentos felizes 

que devemos viver e desfrutar 

como se fossem os últimos momentos... 

da nossa vida.


Mário Margaride

23-10-2022 


sexta-feira, 21 de outubro de 2022

TEMPOS SEM TEMPO

 

São tempos onde o tempo não tem tempo 

e se esfuma como as ondas no mar 

são estreitas as margens deste rio

onde as águas transbordam sem parar. 


Nas águas pestilentas deste rio 

onde o cheiro se espalha pelo ar

os corpos moribundos que se acomulam 

deslizando lentamente para o mar.


São tempos onde o tempo não tem tempo

e se esfuma como as ondas no mar

nos braços transportando a tristeza 

da morte que se espalha pelo ar.


São tempos onde o tempo não tem tempo

neste tempo onde não se sabe amar...


Mário Margaride

20-10-2022  

                                           Feliz fim de semana!

                                              Beijos e abraços! 

segunda-feira, 17 de outubro de 2022

PALCO DA DESGRAÇA

 

Soam as sirenes da desgraça

no pátio onde se estende a agonia

as vozes da ilusão se agigantam

na planície funesta da alegria.


Nesta senda de horror e incerteza

onde o medo acompanha a nossa dor

somos meros objetos de disputa

onde a vida para os carrascos, não tem valor.


Neste palco onde o terror se representa 

nesta peça onde o argumento é fatal 

somos presas fáceis de apanhar 

onde os carrascos têm o papel principal. 


Mário Margaride

16-10-2022 


sexta-feira, 14 de outubro de 2022

NO CREPÚSCULO DE UM NOVO DIA

 

No crepúsculo de um novo dia 

sigo de perto

as rotas da primavera

quero ver florir 

as árvores do desencanto 

que não pude ver sorrir.


Quero aproveitar 

as margens do encanto 

que não desistem em pairar

nesta vida fugidia 

sem mágoa, sem dor

sem pranto 

na aurora de um novo dia. 


Quero lavar as feridas da solidão 

ver o mar 

a sua imponência e imensidão 

no crepúsculo de um novo dia...

alegrar meu coração.


Mário Margaride

13-10-2022 

                                                 Feliz fim de semana!
          
                                                    Beijos e abraços! 


segunda-feira, 10 de outubro de 2022

NO UNIVERSO DE MIM

 

No universo de mim... 

pulsam as minhas emoções

vagueiam as utopias

os sonhos 

as desilusões.


No universo de mim... 

onde navegam em águas fugidias

se afogam os meus sonhos 

os meus desejos 

as minhas fantasias.


Neste limbo onde me encontro 

onde a realidade impera 

se instalou o inverno 

e se esfuma a Primavera. 


No universo de mim... 

vagueiam em rodopio 

insistentes, persistentes 

as vestes deste meu frio.


Mário Margaride

10-10-2022 


sexta-feira, 7 de outubro de 2022

NOS MOMENTOS

 

Nos momentos... 

quando a saudade emerge 

gostava de te ter aqui

nas ondas deste meu mar 

aquecer-te no meu sol 

no teu amor mergulhar. 


Nos momentos...

em que a solidão impera 

e a melancolia me abraça... 

gostava de te ter aqui

no berço deste meu ninho

dar-te amor, dar-te carícias 

com ternura e com carinho. 


Nos momentos...

em que a tristeza 

é minha companheira 

gostava de te ter aqui 

onde me escondo em segredo 

neste lugar tão vazio

onde sinto tanto frio... 

sozinho neste degredo. 


Nos momentos...

nesta enorme solidão

a saudade emerge em mim

recordo-me de ti... 

e alegro o meu coração. 


Mário Margaride

06-10-2022 

                                           Feliz fim de semana! 

                                              Beijos e abraços! 

segunda-feira, 3 de outubro de 2022

HOJE ESTOU ASSIM

 

Estou sem inspiração

Não sei o que escrever

Estou sem ideias

sem vontade

sem motivação.


Há dias assim

onde nada imerge em nós

ficamos sem vontade

sem energia

sem voz..


Hoje estou assim. 

Por muito que pense...

não sai nada de mim. 


03-10-2022